Entrevista: Ana Rita Ramos (Fine Alchemy)

 

Eu sou uma apaixonada por blogs. Numa altura em que eles estão em segundo plano (as redes sociais são mais imediatas) acho que fazem mais falta que nunca. O Fine Alchemy é um desses casos raros que sobrevive e está cheio de bons conteúdos, com a excelente curadoria da Ana Rita Ramos. Senti uma empatia imediata com ela e há muito que a queria entrevistar. Inspirem-se. 

 

Ana Rita Ramos, designer and blogger at Fine Alchemy.

 

Fala-nos um bocadinho sobre ti.
Começando por esta pergunta que é-me sempre difícil de responder, o meu nome é Ana Rita e sou uma designer / criativa do Porto e também a criadora do Fine Alchemy! A minha idade… digamos que já tenho mais do que idade para ter juízo e considero-me uma pessoa muito interessa e curiosa com a vida. Gosto muito de desenhar, de ler e de perder horas em busca da melhor inspiração, mas sem esquecer o gosto pela fotografia que cresceu ainda mais nos últimos tempos. Sou uma pessoa perfeccionista (culpa do meu signo, Virgem) e nunca não consigo estar parada, tenho sempre uma grande necessidade de explorar as minhas capacidades e de trabalhar sempre em alguma coisa!

“Queria alguma coisa que me desafiasse todos os dias”, gosto muito desta descrição, porque realmente alimentar um blog com a frequência e qualidade com que tu o fazes é mesmo um enorme desafio. O que te motiva?
Eu também gosto muito dessa frase, porque não só descreve a minha personalidade perante o trabalho mas também descreve perfeitamente o mote por detrás do Fine Alchemy. O Fine Alchemy já andava a ser pensado há quase um ano, e demorei esse tempo, não só porque (admito) tinha alguma timidez, mas também porque eu não queria criar um mero blog, eu queria criar uma plataforma criativa desafiante para mim e para quem a visitasse. O processo até chegar a esse nível ainda não está totalmente concluído, mas… a motivação que tinha quando comecei, é ainda a mesma que agora tenho, se calhar até se tornou maior! Todo o processo tem altos e baixos, mas a motivação vem da felicidade que me enche o coração após pessoas como tu, Cristina, e pessoas que me seguem virem falar comigo abertamente do que acham do meu trabalho, vem da contínua busca de querer usar o Fine Alchemy não só como um espaço de expressão pessoal mas também como um portfólio daquilo que sou capaz de fazer e, ainda, vem do carinho e da presença das pessoas que vivem de perto a minha vida e que nunca me deixaram baixar os braços perante nenhum desafio!

Tens alguma rotina que tentes cumprir para conseguires ter uma presença online assídua?
Sem dúvida que sim! Eu sempre fui uma pessoa muito organizada e eu tento manter essa atitude no Fine Alchemy ou mesmo noutros perfis com que trabalhe. Aliado a isso, como já trabalhei com redes sociais antes, acho que tenho uma postura mais atenta e focada quando à presença social! Não sei se podemos falar dessa postura como rotina, mas a ideia chave para mim é pensar em tudo com antecedência! Eu sei que muitas pessoas ainda acreditam que o Instagram ou o Facebook são aplicações que se baseiam no instantâneo, mas infelizmente (ou felizmente para quem tem mais coisas para fazer) já não são! Portanto, o que eu faço é todos os fins de semana eu organizo o que quero mostrar na próxima semana, tanto para ver que imagens quero usar ou até criar, tanto para perceber quantas fotografias vou publicar. Outra coisa que faço é… publicar todos os dias fotografias novas (raramente faço um dia de pausa) e são publicadas por volta das mesmas horas! E por último, e a meu ver o mais importante, eu gosto de interagir, meter likes, comentar… eu gosto de usar as aplicações como fonte de inspiração mas também como meio de conversar e criar ligações!

O Fine Alchemy transborda bom gosto por todos os poros! Já sei da tua paixão (da qual também partilho) por revistas, onde procuras mais por inspiração?
Obrigada, lá estás tu a dar-me ainda mais motivação!! Fora de brincadeira, fico mesmo mesmo muito feliz com palavras como estas, dão-me sempre mais motivos para continuar! Sim, para mim revistas são sem dúvida uma paixão! Admito que às vezes não compro tantas como queria (ainda que tenha uma encomendada neste preciso momento), mas podemos começar por elas quando falamos de busca de inspiração! Podemos também falar do Pinterest que é uma ferramenta que uso quase diariamente, para trabalho e mesmo a nível pessoal. Podemos falar do Instagram / Facebook, onde sigo pessoas e criativos incríveis e por causa deles tenho uma pasta enorme de fotografias guardadas. Podemos falar de blogs e websites, como Garance Doré, The House That Lars Built, Man Repeller, entre outros. Podemos falar de podcasts. Podemos falar de música, porque pelo menos a mim certas músicas puxam por sensibilidades diferentes ou trazem-me memórias à mente. E podemos falar de simplesmente passear, viajar e ver cidades. Mas quando digo ver, é ver mesmo com os nossos olhos e não através de um telemóvel. Esta última situação é também uma contra-inspiração para mim, porque é um momento para parar e respirar sem ter de me afogar nas imagens que a Internet e as redes sociais impõem diariamente!

O que se segue para ti e para o Fine Alchemy?
Quanto a mim… ainda hoje pensava sobre isso, e após horas às voltas neste assunto, acabei por me sentar e dizer “estou perdida”! Efetivamente estou um bocado perdida quanto ao que se segue para mim, mas quando digo perdida refiro-me ao facto de ter tantas ideias na minha cabeça que… tenho de respirar e começar a trabalhar nelas! Ando neste momento a pensar em alguns projectos para o futuro (para já são segredo), e paralelamente com alguns trabalhos de freelance que me vão surgindo! Ainda, ando a praticar cada vez mais as minhas aptidões com fotografia e redes sociais, para não só serem uma ferramenta mais presente a nível profissional, mas também alimentar o requisitos que estabeleci para o Fine Alchemy! Já para o Fine Alchemy o futuro parece-me promissor! Tenho entendido que o Fine Alchemy dá muito trabalho, mas esse trabalho traz consigo muita felicidade e um desenvolvimento criativo que me deixa muito orgulhosa de mim mesma (nunca pensei chegar ao nível criativo e visual que cheguei até agora). Por isso, os meus objetivos são continuar a criar conteúdos visual e teoricamente interessantes, manter o ritmo das publicações e se tudo correr bem fazer mais parcerias com marcas e estúdios que gosto e que quero dar a conhecer! Já os meus desejos diria que eles se resumem a tentar fazer com que o Fine Alchemy se transforme num espaço de eleição aquando da busca de inspiração e de discussão aberta e sem rodeios sobre temas de interesse!

 

Obrigada Ana.

 

Não a percas de vista:

Blog
Instagram